Quando nos convidam

Quando fazem contato para me convidar para ministrar eu sempre peço que, se possível, levem minha esposa junto comigo, nos hospedem e no final do evento nos deem uma oferta segundo as condições da igreja ou dos organizadores do evento. É muito comum que me perguntem “de quanto é a oferta” que eu espero receber; e minha resposta é sempre a mesma: Quanto precisamos ou esperamos receber para suprir nossas necessidades ou satisfazer desejos do nosso coração, fica entre nós e Deus; pois se determinássemos um valor da oferta que nos seria entregue, deixaria de ser oferta e passaria a ser “cachê”. Sabemos que alguns ministros tem sido maltratados e explorados no meio cristão e que por isso alguns para tentar proteger suas famílias e seus ministérios, acabaram exigindo pagamento com receio de sofrerem exploração. Por outro lado, alguns ministros cobram simplesmente porque são conscientes de sua influência e alcance, e como qualquer outro artista secular, exigem seus pagamentos de acordo com os “valores de mercado”. Alguns cobram, porque sabem que tem quem pague. Se é um negócio entre duas partes que se sentem satisfeitas com a transação, que se poderá dizer?

Quanto a nós, em momento algum cobramos ou cobraríamos qualquer tipo de pagamento pelas ministrações que fazemos em qualquer tipo de evento. No entanto, nosso sustento vem das ofertas que nos são dadas por pessoas e igrejas que se dizem abençoadas através do nosso ministério; e nossa esperança é que Deus continue tocando os corações para que os irmãos se mantenham generosos para conosco sempre que possível.


Se você tem interesse em nos convidar para ministrar em sua igreja, evento, seminário, escola ou algo semelhante, iremos com todo prazer. Peço gentilmente apenas que você preencha o formulário abaixo para nos ajudar na organização da nossa agenda. Assim que recebermos sua mensagem entraremos em contato para acertamos os detalhes. Um abraço fraterno.


* Campos obrigatórios