Os anjos de Deus prestam atenção naquilo que fazemos

A Bíblia está recheada de relatos em que Anjos de Deus interagem com os homens em diversas situações diferentes. Sejam situações de juízo contra pecadores ou proteção de justos, os santos anjos de Deus sempre fazem aquilo que lhes é ordenado pelo Senhor. Os textos do Novo Testamento também apresentam os mesmos princípios e acontecimentos semelhantes.

Encontramos, por exemplo, textos que mostram anjos falando com seres humanos. Um anjo falou com Maria (Lucas 1.26-30). Um anjo falou com Zacarias (Lucas 1.13). Um anjo falou com Felipe (Atos 8.26). Um anjo falou com Cornélio (Atos 10.3). Um anjo falou com Paulo (Atos 27.23). Um anjo falou com as mulheres que foram embalsamar Jesus no túmulo (Lucas 24.23). E muitas outras passagens semelhantes podem ser encontradas.

Os Evangelhos dizem que anjos confortaram Jesus em suas tentações (Mateus 4.11, Lucas 22.43, João 1.51). De fato, as Escrituras ensinam que todos os anjos de Deus são espíritos enviados por Deus que ministram em favor dos que hão de herdar a salvação (Hebreus 1.14).

Além disso, os anjos também parecem prestar bastante atenção nos acontecimentos que permeiam a vida humana, e assim interagem com os homens de acordo com as ações dos homens. Em 1 Pedro 1.12 é dito que os anjos averiguam minunciosamente tudo aquilo que os homens pregam por inspiração do Espírito Santo que veio do céu. Paulo disse a Timóteo que ele deveria guardar certos conselhos que lhe havia dado e o chama à responsabilidade quanto a isso não apenas diante de Deus e de Cristo, mas também diante dos anjos eleitos (1 Timóteo  5.21). Em outro lugar Paulo disse que sua vida, juntamente com a dos outros apóstolos, era uma espécie de espetáculo que era assistido não apenas por homens, mas também por anjos (1 Coríntios 4.9). Textos como estes mostram claramente que os anjos observam os acontecimentos da nossa vida e os comportamentos dos homens de forma geral. Em Lucas 15.10 diz que os anjos de Deus se alegram quando um pecador se arrepende, mas em 1 Timóteo 3.16 também diz que quando Jesus esteve vivendo na carne, nas mesmas condições que vivemos hoje, sua vida também foi contemplada pelos anjos. Os anjos parecem contemplar tanto o arrependimento do pecador quanto a santidade do justo.