A importância da santidade para o destino do cristão

Graças a Deus que não precisamos depender de nossos conhecidos para descobrir as implicações da pergunta acima, pois as Escrituras Sagradas estão cheias de exemplos a respeito do assunto.

José se manteve puro durante a tentação que enfrentou com a mulher de Potifar e ainda que o fato de ter tido controle sobre seus impulsos sexuais tenha lhe trazido em curto prazo uma situação desfavorável que o fez ir à cadeia, ao mesmo tempo, a sua pureza lhe trouxe um favorecimento incomparavelmente superior ao sofrimento que tivera por causa dela(Gênesis 39.7-10, etc.).

Sansão, por outro lado, comprometeu um possível destino brilhante por causa de sua sexualidade. Enamorado por uma mulher se deixou levar por sentimentos que lhe tiraram do alvo de Deus para a sua vida (Juízes 13.24,25, Juízes 16.4, etc.).

Moisés, já homem feito, preferiu sofrer maus-tratos debaixo da bênção de Deus do que viver os prazeres transitórios do pecado, tudo isso porque tinha uma visão espiritual clara do seu destino: o galardão! (Hebreus 11.24-26).

Não olhe para o seu passado e não desperdice o seu presente. Apegue-se ao plano de Deus para a sua vida e assim contemple o seu futuro.

Jesus disse que não devemos ter medo dos homens, mas exigiu que, como seus seguidores, temêssemos a Deus. Afinal, o Novo Testamento ensina que só tem um que é o criador das leis e ao mesmo tempo o juiz daqueles a quem estas leis são dispensadas, e apenas ELE é quem pode SALVAR e FAZER PERECER! (Tiago 4.12).