Você sabe o que é semear em boa terra?

Hoje em dia se fala muito sobre “ofertar dinheiro em ministérios que sejam uma boa terra”, mas esta expressão só foi usada por Jesus quando falava sobre alguém receber a palavra com uma boa atitude sem que nada pudesse impedir sua frutificação; e, assim, a palavra de Deus, como semente, teria caído em “boa terra” para poder frutificar livremente. Alguns supõem que para se obter “retorno financeiro” das ofertas que entregam na igreja eles precisam primeiro se certificar se tal ministério no qual ofertam é realmente uma “boa terra” que possa lhes garantir um retorno de 100 vezes mais. Certo ministro uma vez sugeriu em uma grande conferência cristã que dar aos pobres é jogar dinheiro fora, pois um pobre não é uma “boa terra” e que se você quiser ter algum proveito em suas doações você deveria semear as suas ofertas em um “ministério bem sucedido”, como o dele, por exemplo; que já estava provado de ser uma “boa terra”. No entanto, os textos abaixo tornam impeditiva essa interpretação forçada e perigosa…

Quem se compadece do pobre ao Senhor empesta, e este lhe paga o seu benefício (Provérbios 19.17).

Ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não for por amor, nada disso me aproveitará (1 Coríntios 13.3)