Aqui você pode ler (em inglês e Árabe) a suna de Abu Dawud 4361 (em algumas edições o número desta suna é 4348). Neste hadice, um homem mata a mãe dos seus filhos por ter falado mal de Maomé. Maomé, ao tomar conhecimento do ocorrido, diz que ninguém deverá punir aquele homem. Esta não é a única história nos escritos islâmicos que contam como Maomé tratava críticas à sua pessoa ou à sua filosofia fascista de vida.

Portanto, se os próprios companheiros de Maomé MATAVAM AQUELES QUE CRITICAVAM o Islã e Maomé aprovava tais atos, por que os políticos de hoje em dia, a mídia internacional e até alguns grupos de muçulmanos insistem em dizer que matar os críticos não tem relação alguma com o Islamismo?

Sunan Abu Dawud 4361