Neste novo vídeo você encontrará uma mensagem que explica a diferença entre o poder de Deus para fazer coisas e o poder de Deus para dizer coisas. Jesus fora reconhecido pelos homens como um “varão aprovado por Deus, poderoso em obras e palavras” (Lucas 24.19).

As Escrituras dizem que quando as pessoas o ouviam falar debaixo da unção ficavam “maravilhadas com as palavras de graça que saiam dos seus lábios” (Lucas 4.22). Jesus falava segundo a “sabedoria que lhe fora dada por Deus” (Marcos 6.2). Ele mesmo disse que as palavras que pronunciava não eram suas, mas de Deus que lhe enviou (João 14.24). Quando Jesus ensinava debaixo do poder de Deus as pessoas ficavam “dominadas por ele” (Lucas 19.48). Até os soldados encarregados de prendê-lo não o fizeram pois ficaram impressionados com sua capacidade sobrenatural de falar e voltaram dizendo “jamais alguém falou como este homem” (João 7.46). Assim acontece com todo aquele que é ungido por Deus para falar: não é possível resistir à sabedoria e ao espírito pelo qual tal pessoa fala (Atos 6.10).

Jesus disse sobre si mesmo que tinha sido ungido pelo Espírito de Deus para evangelizar, proclamar e apregoar, além de ter sido ungido pelo mesmo Espírito para “pôr em liberdade ” os oprimidos (Lucas 4.18). De fato, ele “andou por toda parte FAZENDO o bem e curando os oprimidos porque o poder de Deus era com ele” (Atos 10.38).

Como as Escrituras ensinam, Jesus era poderoso em obras e palavras! Neste vídeo você aprenderá um pouco mais sobre o poder de Deus para fazer coisas e o poder de Deus para dizer coisas.