Mateus 14.28,29
28 Respondendo-lhe Pedro, disse: Se és tu, Senhor, manda-me ir ter contigo, por sobre as águas.
29 E ele disse: Vem! E PEDRO, DESCENDO DO BARCO, ANDOU POR SOBRE AS ÁGUAS E FOI TER COM JESUS.

O texto desta mensagem encontra-se em Mateus 14.22-33. Lá aprendemos que:
– Na quarta vigília da noite (entre 3h e 6h da manhã) Jesus é visto pelos discípulos andando sobre as águas. Apavorados e tomados de medo gritavam na certeza de estarem vendo um fantasma; afinal de contas, gente não flutua sobre as águas, não é mesmo?
– Pedro toma a iniciativa de querer andar sobre as águas também e Jesus não o repreende por isso, ao contrário, o encoraja em sua iniciativa dizendo-lhe uma palavra de incentivo: vem!
– Pedro desce do barco, Pedro anda sobre as águas, Pedro vai ter com Jesus, Pedro repara na força do vento, Pedro tem medo, Pedro começa a afundar, Pedro grita por socorro. Pedro protagonizou seu sucesso e ele também foi o protagonista do seu fracasso.
– Jesus repreendeu Pedro não por ter querido andar sobre as águas como Jesus estava fazendo, mas porque não ficou firme em seu propósito até o fim, mas duvidou.
– O fato de Jesus ter repreendido Pedro por ter afundado mostra que Jesus considerava Pedro o verdadeiro responsável por se manter sobre as águas e não Deus, pois seria injusto que Jesus o repreendesse por isso quando quem estava no controle do que estava acontecendo não era Pedro e sim o próprio Deus.
– A Bíblia não diz que o vento soprou mais forte ou que as ondas subiram mais alto. O vento não mudou, o mar mudou, PEDRO mudou! Ele simplesmente reparou na força do mesmo vento que já soprava da mesma forma antes.
– Jesus socorreu Pedro, mas não deixou de repreendê-lo ao fazer isso. O melhor de Deus para Pedro naquela ocasião teria sido não ter afundado, mas ter ficado firme em sua fé sem precisar da ajuda de Jesus para não morrer por causa da incredulidade.
– A fé é uma força espiritual, baseada em uma convicção interior, que não precisa da confirmação das circunstâncias exteriores para que funcione. Mesmo que as circunstancias ao redor indiquem o contrário, se a pessoa se mantiver em fé, sem duvidar, aquilo que ela quis ou disse, acontecerá!