A importância do contexto dos versículos

Alguns que ainda estão presos no pecado sofrem sem saber se ainda são aceitos ou amados por Deus depois de tantas recaídas. O cristão que passa por isso pode chegar a pensar que já ultrapassou todos os limites da tolerância divina. No entanto, se você ainda está vivo e incomodado com essa situação, talvez este seja um BOM sinal de que ainda lhe resta esperança.

Em 1 João 1.7 e 9 aprendemos que se confessarmos os nossos pecados [a Deus], ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e além disso, pelo sangue derramado, nos purificar de toda injustiça. É importante que se diga que é inadimissível que tenhamos mais fé em nossos pecados do que no sangue de Jesus Cristo derramado por nós. Se conferssarmos os nossos pecados, seremos perdoados e purificados. Naquela mesma hora, naquele mesmo instante.

Mas, e daí? O que adianta ser perdoado e purificado todas as vezes que pecar, se na maioria dos casos o maior problema do cristão é NÃO conseguir PARAR de cometer pecado, principalmente na área sexual? Ser perdoado e purificado é bom e maravilhoso, mas que tal ser completamente liberto e sequer ver pornografia ou ter pensamentos impuros?

O que está faltando talvez na vida de alguns é aplicar a verdade de outro versículo bíblico que pode resolver a situação, ou, pelo menos, surtir mais efeito prático do que 1 João 1.9. Confessar os pecados a Deus é importante, mas você alguma vez cogitou a possibilidade de ter irmãos com quem você possar realmente contar e pedir ajuda para confessar as lutas que você enfrenta? Sei que nem todos saberão o que fazer por alguém que abre seu coração e confessa seu pecado a ele, mas é completamente bíblico procurarmos irmãos em Cristo para quem possamos confessar nossos pecados, para assim orarmos uns com os outros e SERMOS CURADOS (Tiago 5.15,16).

Este talvez tenha sido o problema de muitos irmãos: Eles tem usado 1 João 1.9 para serem perdoados, mas está faltando a prática de Tiago 5.15 para serem curados. Curados de vícios, transtornos obcessivos e de quaisquer outras anomalias que os estejam afligindo. O relacionamento franco e honesto com outras pessoas, pode se rum passo muito importante para a libertação daqueles que a buscam.

Muitos confessam seus pecados a Jesus, mas o imploram para que ele não conte para sua esposa ou para seus pais ou para outras pessoas que são importantes para ele, e assim, essa vida de segredos vai se transformando em um monstro que não se poderá controlar.

Seja honesto consigo mesmo, com Deus e com algum cristão maduro que possa ser uma bênção na sua vida. Você está pronto para responder algumas perguntas? Está pronto para ser honesto e verdadeiro sobre as suas dificuldades e pecados? Imagine-se respondendo as seguintes perguntas de um amigo:

1. Há quanto tempo você NÃO vê pornografia na internet?
2. Há quanto tempo você NÃO se masturba?
3. Há quanto tempo você tem uma vida pura de pensamentos?
4. Você aceitaria passar em um polígrafo?

Estamos em guerra e não podemos permitir Satanás nos derrotar! Tomemos nossa posição de filhos de Deus e nos ajudemos e nos estimulemos uns aos outros à prática das boas obras!

#vidapura